WhatsApp Image 2019-11-01 at 16.55.39
WhatsApp Image 2019-11-01 at 16.41.34
WhatsApp Image 2019-11-01 at 16.51.07
WhatsApp Image 2019-11-01 at 17.10.54
Doe vacina (1)
Doe - 6kg
Doe - 10kg
Ajude um gatinho (2)
Doe uma castração
 

Entre em contato conosco via e-mail, iremos responder todos com muito carinho:

Adoção: adocaocaosemfome@gmail.com

Informações: caosemfome@gmail.com

Suporte Técnico: projetocaosemfome@gmail.com

Para denunciar crimes de maus-tratos previstos na Lei 9.605/98, Artigo 32, ligue para 181.


Acompanhe-nos nas redes sociais, divulgamos todos os eventos e campanhas.

Não divulgamos o endereço dos nossos quintais para evitar que mais animais sejam abandonados na porta.

Todo o nosso trabalho é feito através de voluntários que disponibilizam seu tempo para ajudar nossos cães e gatos. Para saber mais sobre voluntariado vá em "Como Ajudar?" > "Voluntários(as)"

 
  • Ter amor pelos animais é uma angustia constante. É tentar conciliar a vontade de acolher e dar amor a todos os bichinhos abandonados do mundo com a sua realidade. Ser madrinha é umas das formas mais fáceis de estar fazendo bem para um bichinho que voce nao pode cuidar! Apadrinhar é quase obrigatório para quem ama e se importa com a causa animal!
    Nicole Modena – Madrinha
  • O Projeto Cão Sem Fome é sério e realizado por pessoas que se dedicam a causa animal. São pessoas que doam seu tempo, trabalho e as vezes $ para que possam proporcionar uma vida melhor aos cãezinhos e gatinhos abrigados no projeto, tudo em nome do amor. O que me chama a atenção é exatamente esse amor sem limites pelos animais, a vontade de mudar a vida de seres que não tem ninguém para contar, apenas o amor de alguns voluntários e protetores que os enxergam em uma sociedade que os tratam invisíveis.
    Ligia – Voluntária
  • Eu sempre me emociono ao falar do Vitório!! Foi amor à primeira vista; quando vi um vídeo do Vitório bebezinho; na página do face e do instagram do Cão sem Fome; era um vídeo que tinham acabado de resgata-lo; chamavam até ele de "zoinho"; por não ter olhos. Não sei explicar; mas chorei e queria de qualquer jeito o Vivi; então entrei em contato por e-mail com Cão sem Fome; e prontamente recebi retorno ; já fazendo uma entrevista!! Eu estava mega ansiosa; mas demorou muito pois Gláucia e equipe tiveram que fazer uma seleção, mas valeu muito a espera; pois me ligaram na sexta feira informando que o Vitório ira para minha casa no sábado; nem dormi de tanta felicidade e ansiedade!! Ele chegou lindo!!! Chorei tanto de felicidade; e ele já se sentiu em casa!! Eu sou eternamente grata ao Cão sem Fome; pelo trabalho sério; com esses anjos de patas. Sempre que puder ajudar; estarei com vocês!! Parabéns a Glau e a equipe toda do Cão sem Fome!!!
    Debora Monezi – Adotante
  • Resolvemos nos juntar ao Cão Sem Fome porque nos veio a necessidade de arregaçar as mangas e agir diretamente, mesmo que com as nossas limitações, para fazer algo de bom pelos animais em condição de abandono ou recolhidos aos abrigos. A atitude e a ação concreta é que ajudam a mudar essas vidas em risco.
    Adriano e Natalia – Padrinhos e Voluntários
  • Eu sou Voluntária do Cão sem Fome, porque é um projeto muito bem organizado, honesto, verdadeiro, onde as doações são entregues 100% aos Cães e Gatos dos quintais, bem como é feito doações e assistência, dentro de suas possibilidades, aos protetores. Ajudar o projeto foi uma forma de me sentir útil e contribuir para uma sociedade melhor, sendo o setor da proteção animal esquecido pelo Estado.
    Andrea Torrento – Advogada e fotógrafa Voluntária
  • Ser lar temporário foi a melhor coisa que eu poderia ter me voluntariado. Desde o primeiro cãozinho problemático até o mais calminho, estar com eles enquanto buscam um lar, enquanto se recuperam de alguma cirurgia, é ter a certeza que aqueles peludinhos tão tristes são capazes de amar, de brincar e só precisam de uma pequena chance, que pode começar com a gente. Ser lar temporário é dispor de um pouquinho do seu amor, carinho e dedicação pra dar uma chance pra um anjinho. É fazer a diferença, mesmo que você ache pouco, de pouquinho em pouquinho já foram tantas histórias felizes, tantas superações que no fundo, quem tem a agradecer por recebê-los sou sempre eu. Obrigada ao Cão Sem Fome e a todos os cãezinhos que passaram lá em casa.
    Camila Almeida – Lar Temporário
Facebook
Twitter
Follow by Email
Instagram
YouTube